Ford Mustang renovado permite programação de som (c/vídeo)

Texto: Miguel Policarpo

Sair de fininho de manhã ou chegar a casa de madrugada sem acordar a vizinhança deve ser uma tarefa complicada ao volante de um Ford Mustang. No entanto, com o renovado Ford Mustang vai ser possível programar o rugir do motor!

Os interessados pelo renovado Ford Mustang, ou, melhor dizendo, os vizinhos dos interessados pelo renovado Ford Mustang podem estar descansados. O barulho feito pelo trabalhar do motor de um icónico Mustang – para muitos um sonho, para outros uma dor de cabeça – propriedade do funcionário da Ford Steve Von Foerster levou a que as autoridades contactassem Foerster a pedir contenção com o barulho do automóvel. E a Ford colocou mãos à obra.

O funcionário, atendendo aos inconvenientes causados, reportou a questão à Ford. A a marca decidiu satisfazer a necessidade, dotando os novos Ford Mustang do modo “Good Neighbour”, que permitirá aos condutores programarem o rugir do automóvel. Como o próprio nome indica, a pensar nos vizinhos será possível reduzir um pouco o barulho do motor, ou então soltar o cavalos. O agendamento será possível através de uma simples configuração.

“Adoro o som de um motor V8, mas este pode ser demasiado elevado e há que não irritar a vizinhança desse modo. Então pensei: ‘tem que haver uma maneira de dar às pessoas maior controlo sobre o som de um motor’,” explicou Von Foerster, um antigo engenheiro que, nos EUA, é o líder da equipa de Experiência de Utilizadores da Ford em Desenvolvimento de Produto.

Alguns modelos desportivos já possuem sistemas activos de escape, prevendo a opção de ligar e desligar, mas o modo “Bom Vizinho” do Mustang (oficialmente denominado “Quiet Start”), é o primeiro sistema que possibilita um agendamento específico.

Acessível através do menu do cluster de instrumentação, os condutores podem selecionar o som pretendido. A título de exemplo, é possível estabelecer que das 8 horas da noite e as 7 horas da manhã, o barulho do motor reduzido.

A Ford incluiu no renovado Mustang, além do modo “Quiet Start”, o modo “Quiet Exhaust”, e ambos fazendo parte do sistema de temporização activa das válvulas de escape do modelo, que ajusta automaticamente o nível de decibéis da nota de escape, mediante os diferentes modos de condução, do “Normal” e “Sport” e do modo “Track”. Este último emite sons de 82 decibéis.

Steve Von Foerster, responsável da equipa de Experiência de Utilizadores da Ford em Desenvolvimento de Produto

“Os sons acima dos 80 decibéis podem começar a irritar as pessoas. Alguns dos sons mais irritantes imagináveis – tais como um moinho de café ou um cortador de relva – operam bem acima dos 80 decibéis”, explicou Matt Flis, engenheiro de desenvolvimento de escapes da Ford, esclarecendo “com o ‘Quiet Start’ activado, o nível de decibéis do novo Mustang GT vê-se reduzido em cerca de 10 decibéis, para uns mais confortáveis 72 decibéis.”

O que para muitos certamente deverá ser uma boa notícia, para os fãs mais entusiastas o rugir de um Mustang nunca cansa. Nem incomoda. Se uns abafam o som, há outros que ampliam: sabia que a F1 pode meter microfones nos escapes?

Leia também: Ford Mustang mais económico graças a um detalhe

 

Partilhar