Ford Fiesta ST passa a 200 CV mas só chega em 2018

Texto: António Amorim

O primeiro motor de três cilindros a passar pelas mãos da divisão Ford Performance vai permitir ao Fiesta ST uma potência de 200 CV. O novo motor de três cilindros tem 1,5 litros de capacidade e pertence à família EcoBoost.

O novo Ford Fiesta ST será apresentado já em março de 2017 no salão de Genebra e terá três modos de condução (Normal, Sport e Track) que permitem configurar a resposta do motor, da direção, do controlo de estabilidade e do som do escape.

Neste último caso o Fiesta ST estreia o sistema Electronic Sound Enhancement (ESSE) e uma válvula de escape ativa de controlo de ruído, que permitem amplificar a voz desportiva do EcoBoost de 1.5 litros.

É no modo Track que o Fiesta ST assume a sua atitude mais agressiva, de forma a obter os melhores tempos num eventual dia de corridas no autódromo. Neste programa o controlo de tração é desativado e o controlo de estabilidade pode ser configurado em três patamares de intervenção: alerta total, moderado e total desativação.

Outra novidade, esta inédita, é a tecnologia de desativação de cilindros pela primeira vez aplicada a um motor tricilíndrico, a permitir desligar um dos seus três cilindros em situações de desaceleração para redução do consumo de combustível e das emissões de CO2 para os 114 g/km.

O sistema corta a alimentação de combustível e desativa as válvulas desse cilindro de forma automática em apenas 14 milissegundos, reativando-o quando necessário com a mesma rapidez.

Irmão do conhecido motor EcoBoost de um litro, este novo 1.5 utiliza turbocompressor, injeção direta de alta pressão e controlo variável de válvulas.

Este Fiesta ST mais potente está agendado para o início de 2018 nas versões de três e cinco portas e poderá ser embelezado com uma grelha frontal inspirada no modelo de competição e com jantes exclusivas de 18 polegadas.

Para potenciar o comportamento em curva o Fiesta ST conta com o efeito de vetorização de binário através da travagem, travando a roda dianteira interior para reduzir a tendência para a subviragem.

No habitáculo distingue-se pelos bancos desportivos Recaro e pelo volante cortado.

Partilhar