Esta é a cadeira mais avançada do mundo. Quanto pagaria por ela?

Texto: Nuno Fatela
Data: 8 Janeiro, 2018

Nunca um traseiro se acomodou num lugar tão tecnológico. O preço é equivalente a um Audi A4, um BMW Série 3, um Mercedes Classe C ou um Jaguar XE. Não admira portanto que a montra de exposição para a cadeira mais avançada do mundo seja o mais emblemático concessionário da Rolls-Royce em Londres.

Para os “rabiosques” mais exigentes, está a ser apresentada nas montras da Rolls-Royce em Mayfair, Londres, aquela que é anunciada como a cadeira mais avançada do mundo: a Elysium-R. Surgindo na montra a acompanhar o novo Phantom, e com um custo anunciado de 42840€ (portanto, ao nível de muitos sedans premium), o objetivo é transportar para novos patamares a exclusividade e luxo destas peças de mobiliário. Para tal, recorre à teoria da flutuação, conseguindo “neutralizar a gravidade” e elevar o conforto ao “recalibrar os sentidos”.

Um exemplo de elegância e tecnologia, a Elysium-R utiliza novos repousos para os braços, que são esculpidos com 3D CAD/CAM para seguir os contornos dos braços e os movimentos da cadeira. Além disso, utilizam um novo gel desenvolvido pelos engenheiros da DavidHugh (empresa que criou a cadeira mais avançada do mundo) que mimetiza as características da pele humana. O resultado final, segundo afirmam, é a criação de uma ‘segunda pele’ que reforça ainda mais o conforto.

Estes braços utilizam, como o resto da cadeira, apenas materiais da mais excelsa qualidade. Como são a pele anilina em tons pretos, combinada com a base cromada com acabamento escurecido e o corpo em alumínio. A culminar encontram-se elementos em tons dourados que “destacam a mestria de engenharia, com as peças a parecer que se juntam e fazem interseções de forma impossível”.


Veja também: Rolls-Royce obrigada a retirar vídeo com rapper do youtube


Como não podia deixar de ser para uma criação tão exclusiva como a Elysium-R, a cadeira mais avançada do mundo está limitada a apenas 18 exemplares. Uma reduzida produção que expressa a singularidade do seu sistema de flutuação, desenvolvido com recurso a anos de investigação na cinética humana com o objetivo de alcançar movimento sem qualquer som em condições de gravidade 0. A Rolls-Royce refere que aceitou colocar a Elysium-R nas suas montras em Mayfair porque a cadeira mais avançada do mundo acompanha na perfeição o novo Phantom como exemplo da combinação entre as mais evoluídas tecnologias e a mestria do fabrico artesanal.

Partilhar