Curso rápido:10 chaves para ganhar as 24H de Le Mans


Data: 12 Junho, 2018

Se existe uma marca capaz de explicar ao pormenor, e com toda a facilidade, aquilo que é necessário para triunfar na maior prova de resistência do mundo, ela é a Porsche. Veja agora os dez requisitos-chave para ganhar as 24H de Le Mans

Horas a fio sempre a guiar nos limites, as 24H de Le Mans regressam no próximo fim-de-semana para mais uma edição repleta de adrenalina. Na preparação para a prova, todos os que vão competir, e também os fãs, fazem a mesma questão: o que é preciso para ganhar as 24H de Le Mans? Se existe uma marca que sabe os segredos para ficar no lugar mais alto do pódio, ela é a Porsche. E o modelo que melhor indica o caminho até à bandeirada de xadrez é o 911, que esteve presente com 449 viaturas ao longo de vários anos em La Sarthe e cujo palmarés anuncia orgulhosamente 49 vitórias nas diversas classes. Uma sabedoria que tem papel fulcral também nas muitas conquistas à geral com os protótipos, como o 919 Hybrid demonstrou nos últimos três anos, e que agora lhe mostramos com este curso rápido com aquilo que é preciso para ganhar as 24H de Le Mans…

Resistência: 5000km a 208km/h
Esta é a contabilidade final da equipa composta por Earl Bamber, Timo Bernhard e Brendon Hartley com o 919 Hybrid nº2 em Le Mans, que cumpriu 367 voltas durante 24 horas, 1 minuto e 14 segundos.
Regularidade
No último ano foram 186 voltas que a equipa Porsche liderou, pouco acima dos 50% da prova
Um pouco de sorte…
O mais dramático final de sempre, quando o Toyota que liderava a corrida em 2016 se apagou a apenas 5 minutos do final das 24H, mostra como por vezes também há que contar com um pouco de apoio “divino” para que nada venha a correr mal
Timing…
Conseguir “escapar” às entradas dos Safety Cars nos piores momentos é também uma questão ligada à sorte. Afinal, podemos estar quase a dobrar o segundo classificado e, de repente, com o reagrupamento do pelotão, voltar a vê-lo colado à nossa traseira.
Cuidar do físico
Até no quotidiano, com carros normais e confortáveis a guiar em autoestradas, o cansaço se apodera das pessoas, o que mostra que estar presente em Le Mans é tarefa para poucos. Até porque exige uma preparação física muito cuidada
Além da perda de peso no carro (Timo Bernhard ficou 1,2kg mais leve em 2017), também há que saber resistir a diferentes temperaturas. No ano passado elas foram desde um mínimo de 19º durante a noite até um máximo de 31,5º
Gerir pneus…
Esta é uma arte apenas ao alcance nos mais talentosos pilotos. Não queimar travagens e manter as trajetórias corretas são duas premissas-base para conservar a borracha em bom estado.
Com turnos que chegam às 40 voltas num circuito com 13km, destruir os pneus muito cedo pode obrigar a paragens além do previsto, com a perda de tempo que isso acarreta, ou ainda pior, num acidente que retire a equipa da prova
Guiar no trânsito
Para os mais velozes, é a capacidade de ultrapassar os pilotos das classes inferiores sem toques. Para estes, é não ver entrar pela traseira um carro muito mais veloz. A escolha do local ideal para as dobragens, e o tempo gasto nestas ultrapassagens, são um fator decisivo numa prova com tantos carros
Tratar os dados
Em 2017 os 919 Hybrid enviaram para a garagem da Porsche um total de 2,2GB de dados. Com tanta informação, a capacidade de captar, tratar e analisar estes dados é fulcral, pois os segredos fornecidos por dezenas de sensores ajudam a definir a melhor estratégia e antecipar potenciais problemas
Velocidade…
Como não podia deixar de ser, a velocidade é o fator-chave neste pista. Antes da colocação das chicanes na reta Mulsanne (que os franceses chamam Hunaudieres), foram registados 408km/h no ano de 1988. Agora é muito mais calmo, com apenas 350km/h no local mais rápido do traçado
Trabalho de equipa
Ter dois pilotos rápidos e um muito lento, uma equipa desequilibrada, não é suficiente para ganhar Le Mans, já que um homem que rode mais devagar pode deitar fora todo o esforço dos colegas
Garantir que todos os pilotos apresentam um ritmo alto, constante e equilibrado num dos carros mais rápidos em pista é, seguramente, o maior segredo de todos para se conquistar a maior prova de resistência do planeta, as 24H de Le Mans

Partilhar