“Compram Lamborghinis porque não podem ter Ferraris”

Texto: Nuno Fatela

A afirmação é do Presidente da marca, Sergio Marchionne, afirmando a posição dominante do Cavallino Rampante em relação aos seus rivais transalpinos.

As histórias da Lamborghini e da Ferrari estão intimamente ligadas, numa luta intemporal pela liderança entre os superdesportivos italianos que tem vindo a fazer evoluir o mundo automóvel e a fazer sorrir condutores durante décadas. Até pela origem da marca do touro (como recordado neste artigo com os seus dez vídeos mais vistos na internet), as casas de Maranello e Sant’Agatta Bolognese vão estar sempre conectadas, e envolvidas numa luta sem cartel pela criação dos mais espetaculares e dinâmicos modelos do mundo. No entanto, segundo indica o Presidente da Ferrari, Sergio Marchionne, a marca que lidera é uma das principais razões para o sucesso dos seus compatriotas e rivais.

No Salão de Genebra, o responsável máximo do Cavallino Rampante afirmou isso mesmo, explicando que “Tenho um grande respeito pelo Stefano Domenicali [CEO da Lamborghini]. Mas muitas pessoas compram Lamborghinis porque não podem deitar as mãos a um Ferrari”. Além de deixar esta farpa aos seus compatriotas, Marchionne também aproveitou para confirmar que o futuro dos V12 da Ferrari está na conjugação dos propulsores de aspiração natural com motores elétricos, corroborando as informações de que o 812 Superfast será o último modelo da marca com um V12 “puro”, sem qualquer tipo de apoio elétrico ou sobrealimentação.

 

Partilhar