Audi e BMW analisam futuro no DTM

Texto: Miguel Policarpo

A Audi e a BMW analisam a permanência no Campeonato Alemão de Carros de Turismo – DTM – e o futuro da prova, depois de a Mercedes ter anunciado o abandono da competição no fim de 2018.

O futuro do DTM está em risco. A Mercedes desfez o trio dos fabricantes alemães que participam no campeonato, ao anunciar o seu afastamento no final da próxima temporada. A Audi e a BMW mostram-se surpreendidas com a decisão da Mercedes e analisam o futuro da prova, segundo reporta a publicação inglesa Autosport.

“Lamentamos a decisão da Mercedes-Benz em sair do DTM depois da temporada de 2018”, disse Dieter Gass, Diretor da Audi Motorsport, revelando que as consequências da decisão da Mercedes para a Audi e para o DTM “não são, de momento, claras”.

Para a Audi, “fazer parte da mais importante competição de carros de turismo é uma parte vital da sua estratégia para o desporto automóvel”, segundo o mesmo responsável. “Teremos de analisar a nova situação com toda a gente envolvida para encontrar uma solução ou possíveis alternativas ao DTM”, adianta Gass.

A BMW pronunciou-se através de Jens Marquardt, Diretor da BMW Motorsport, que partilha o mesmo ponto de vista que a rival Audi: “É com grande lamento que tomamos conhecimento [da decisão] da Mercedes”, refere o responsável, assumindo a necessidade em avaliar “a nova situação”.

A última vez em que o Campeonato Alemão de Carros de Turismo se disputou apenas entre duas marcas remonta ao período entre 2005, ano em que a Opel abandonou o DTM, até 2012, data em que a BMW integrou a prova. Desde então a liderança do DTM discute-se entre o tríade germânica de automóveis premium.

Partilhar