Publicidade

As mulheres e a história do automóvel

Texto: Miguel Policarpo
Data: 8 de Março, 2018

No dia da Mulher, aproveitamos para homenagear algumas das mulheres que marcaram a história do automóvel.

É um tributo à mulher porque, sem elas, o automóvel não seria como o conhecemos hoje. Da primeira escova para-brisas à invenção das luzes de mudança de direção e das intermitentes, passando pelas líderes de marcas da indústria automóvel e por mulheres que se destacaram no panorama do desporto, recorde e homenageie as mulheres, que tanto fizeram em prol do carro, numa viagem que atravessa eras…

Bertha Benz
Figura incontornável das mulheres no automóvel, o nome de Bertha Benz associa-se à primeira viagem de longa distância alguma vez feita. Foi em 1888 ao volante do Benz Patent-Motorwagen 3, um triciclo com um motor monocilíndrico de 1.6l, e fez uma viagem de Mannheim a Pforzheim. Um percurso com 106km. Em 2016 entrou para o Automotive Hall of Fame.
Mary Barra
No dia 15 de janeiro de 2014, Mary Barra ocupou o cargo de CEO da General Motors. O que representou para o sexo feminino e a história automóvel? É que foi a primeira mulher a assumir esta responsabilidade. Meses mais tarde, em abril, a publicação Times fez de Barra a capa dessa edição e distinguiu-a entre as "100 pessoas mais influentes do mundo"
Elena Ford
Bisneta de Henry Ford, fundador da marca homónima. É Vice-Presidente da Ford e ocupa o cargo de chefia do Departamento de Experiência Global do Consumidor e Revendedor.
Mary Anderson
A inventora dos limpa pára-brisas. Numa viagem de elétrico em Nova Iorque em 1902, Mary Anderson, uma empresária da construção civil natural de Alabama, notou na quantidade de vezes que o motorista teve de parar o elétrico para limpar o pára brisas. A empresária pensou em como poderia evitar esta situação, esboçando aquilo que veio a ser o primeiro limpa pára-brisas da história. A concepção era relativamente básica – um braço metálico revestido por uma borracha resistente. A partir daí, Mary Anderson concebeu um dispositivo capaz de mover o limpa pára-brisas a partir do interior da viatura.
Florence Lawrence
A atriz canadiana Florence Lawrence, uma figura do cinema mudo apaixonada pelos automóveis, é referenciada como a criadora dos piscas intermitentes. Casada com um vendedor de automóveis, a atriz inventou um sistema, localizado na zona das cavas das rodas traseiras, que levantava ou baixava um indicador sempre que o condutor premia um botão. Apesar de não ter patenteado este sistema, atribui-se a Florence Lawrence a origem dos primeiros piscas intermitentes de indicação de direção.
Lella Lombardi
Uma mulher de competição. Foi a única a pontuar na F1, no GP de Espanha em 1975 ao terminar na 6ª posição, e a mulher com mais participações na prova. Também foi a única a competir na F1 e em Le Mans
Maria Teresa de Filippis
A primeira mulher a pilotar um carro de Fórmula 1, uma estreia pela Maserati em 1958. Foi Vice Presidente do Clube Internacional de Ex-Pilotos de Fórmula 1.
Heidi Hetzer
A alemã Heidi Hetzer, que chegou a ser piloto de ralis, foi a primeira mulher a dar a volta ao mundo num clássico, um Hudson Great Eight de 1930. Em 2014 saiu de Berlim para atravessar os cinco continentes, num plano que traçava a passagem por 56 países diferentes. O feito histórico ainda se torna mais interessante quando descobrimos que Heidi Hetzer foi diagnosticada e operada a um cancro enquanto se encontrava no Peru. Nem mesmo a condição da sua saúde impediu que a condutora concluísse o percurso.
Michele Mouton
A primeira mulher (e até hoje a única) a vencer uma etapa do Campeonato Mundial de Rali - WRC. O feito ocorreu em Sanremo, Itália, em 1981. Foi também a primeira mulher a vencer a subida de Pike's Peak.
Jutta Kleinschmidt
A primeira mulher a ganhar o Dakkar. Foi na edição de 2001, na categoria dos carros, ao volante de um Mitsubishi Pajero Evolution.
Helene Rother
Tornou-se a primeira mulher a trabalhar como designer no sector automóvel quando ingressou na General Motors, em Detroit, em 1943.
Odette Siko
A mulher que teve as melhores prestações de sempre em LeMans. Ficou em 4º lugar geral da competição de 1932, garantindo a vitória na categoria 2 Litros.
Carmen Jorda
Apesar Susie Wolf na Williams e, agora Tatiana Calderon na Alfa Romeo Sauber, foi esta sedutora espanhola a mulher que mais atraiu atenções nos últimos anos na F1.
Elisabete Jacinto
A portuguesa é a piloto mais famosa do sexo feminino a nível mundial. Participou diversas vezes no Dakkar, entre 1998 e 2009, primeiro na categoria dos motociclos e depois em camião. Conta ainda com cinco subidas ao pódio na África Eco Race.
Linda Jackson
A britânica é a atual CEO da Citroën, cargo que assume desde junho de 2014. Antes de se juntar ao fabricante francês, Linda Jackson ocupou funções na Jaguar e na MG.
Barb Samardzich
Foi CEO da Ford Europa entre 2013 e 2016. Antes de ocupar esse cargo, desempenhou funções como Vice-Presidente de Desenvolvimento de Produto e Vice-Presidente de Engenharia de Motores da Ford Europa.
Michelle Christensen
A primeira mulher designer do exterior de automóveis da Acura. É responsável pelo desenho da segunda geração do NSX.
Sabine Schmitz
A "Senhora Nurburgring". Além das prestações no asfalto do Inferno Verde, é uma das apresentadoras do programa Top Gear.

Saiba também quais são as preferências das mulheres portuguesas em relação aos modelos de automóvel.